Projeto de Lei do vereador Renan Maracajá irá instalar câmeras de monitoramento nas escolas municipais

9
Foi aprovado na Câmara Municipal Projeto de Lei de autoria do vereador Renan Maracajá que institui a obrigatoriedade de monitoramento eletrônico nas escolas públicas da rede municipal de ensino de Campina Grande, com utilização de câmeras de segurança. Com o objetivo de unir forças da Prefeitura Municipal de Campina Grande, das Secretarias de Educação e de Ciências e Tecnologia, juntamente com a estrutura da Guarda Municipal e montar uma estrutura muito mais forte na defesa do patrimônio público e na preservação da integridade dos alunos, professores, pais e funcionários.
No Projeto de Lei consta que o monitoramento deverá abranger as dependências internas das unidades educacionais e rua de acesso principal onde se localiza a frente do prédio. Cada unidade escolar terá, no mínimo, duas câmeras de segurança com recurso de gravação que registrem permanentemente as suas áreas de acesso e principais instalações internas.
Será criada ainda uma central de monitoramento e acompanhamento permanente que será instalada na sede da Guarda Municipal com interligação para Polícia Militar e Polícia Civil. A Secretaria de Ciências e Tecnologia do Município de Campina Grande fica autorizada a desenvolver conjuntamente com a Secretaria de Educação um projeto piloto testando o sistema prioritariamente nas unidades educacionais onde foram constatados os mais altos índices de violência, assaltos e arrombamentos no município.
O vereador Renan Maracajá, autor do Projeto, avalia tal ação como de imensa importância, levando em conta o momento que vivemos, no qual a sensação de insegurança é constante e as medidas para tentar resolver o problemas são insuficientes e esta lei, quando sancionada, irá ajudar a inibir e identificar os criminosos que agem nas escolas municipais.
AssCom
Comments are closed.

Veja também

O desperdício de alimentos continua alto

É difícil conviver tranquilo com o desperdício corrente de alimentos, que não é pouco. Dad…