Maioria dos brasileiros se preocupa com a saúde: alimentação e exercícios físicos são os mais importantes

Cerca de 91,4% da população brasileira tem algum grau de preocupação com a saúde, sendo que 52,3% declaram ter muita preocupação. Essa informação foi obtida por meio de pesquisa quantitativa online realizada com 660 consumidores, entre os dias 14 e 20 de novembro, pelo Instituto Ideafix de Pesquisas.

Quando perguntados sobre quais hábitos são considerados os mais importantes para manter uma boa saúde, 92,4% destacaram a alimentação equilibrada e 85,6% a prática de exercícios físicos. Se questionados diretamente sobre os hábitos que especificamente afetam sua saúde 45,7% mencionaram a falta de uma alimentação equilibrada e e 52,3% o fato de não praticarem exercícios físicos. A dieta inadequada afeta mais os homens, as pessoas mais jovens e menos escolarizadas, sendo que o sedentarismo é um problema maior para mulheres e consumidores mais velhos.

A quase totalidade dos brasileiros (93,9%) tem interesse em alimentação saudável e 85,6% buscam informações na Internet. Médicos e nutricionistas são também uma fonte importante para os consumidores, respectivamente com 51,3% e 45,1% das menções.

Esses dados são relevantes subsídios, principalmente nesse momento em que a Anvisa vem conduzindo um processo para mudança nos rótulos dos alimentos. Nos próximos meses, o órgão vai abrir uma consulta pública e, de acordo com a pesquisa, cerca de 66% dos brasileiros desconhecem que essa regulamentação vem sendo discutida (ver a seguir conteúdo sobre campanha de conscientização dos consumidores).

Setor produtivo defende novos rótulos para os alimentos 

Diante desse cenário, a Rede Rotulagem, composta por 22 entidades ligadas ao setor produtivo de alimentos e bebidas, defende a adoção de um modelo de rotulagem nutricional com informações completas para que o consumidor possa fazer suas escolhas com consciência e autonomia. Com esse objetivo, a proposta é de incluir informações nutricionais na parte frontal das embalagens, de forma clara e objetiva, com destaque para as quantidades de açúcares, gordura saturada e sódio, indicadas com base nas porções recomendadas. 

As informações sobre os nutrientes são reforçadas pelas legendas ALTO, MÉDIO ou BAIXO em letras maiúsculas e a utilização de cores (vermelho, amarelo ou verde) aplicadas sobre fundo branco, para facilitar a legibilidade e a compreensão das informações. Criado pela consultoria Malkovich, o modelo foi apresentado à Anvisa durante o período de Tomada Pública de Subsídios (TPS), encerrado em julho último.

A oferta de informação de forma simples e clara contribui para a educação alimentar do consumidor e o incentiva a adotar hábitos mais saudáveis no contexto de uma dieta equilibrada. O apelo ao alarmismo em detrimento da informação e da educação tem eficácia reduzida para impulsionar a mudança de hábitos.

De forma complementar à nova rotulagem nutricional frontal, é importante o aprimoramento do design da tabela nutricional com o objetivo de melhorar sua legibilidade. A proposta apresentada à Anvisa sugere a padronização da tabela com o uso de fonte tipográfica única e tamanho mínimo que facilite a leitura.

O modelo defendido pela Rede de Rotulagem foi o preferido por 7 entre 10 brasileiros, de acordo com pesquisa nacional realizada pelo IBOPE Inteligência com mais de 2 mil entrevistados de todo o País, realizada no ano passado. A proposta foi considerada a mais clara e didática para 65% dos entrevistados.

Para saber mais sobre a Rede Rotulagem e a nova rotulagem dos alimentos e bebidas, acesse:www.rederotulagem.com.br. 

Campanha de conscientização dos consumidores

Para incentivar o entendimento das informações presente nos rótulos, a Rede Rotulagem vai lançar no início de dezembro uma campanha digital para conscientizar os brasileiros sobre a importância dos rótulos dos alimentos para a adoção de hábitos saudáveis.

A campanha, criada pela Fever Studio e Hub de Ideais, aborda o tema de forma descontraída para incentivar os brasileiros a participar da discussão sobre a nova regulamentação e promover maior consciência sobre a adoção de hábitos saudáveis. A primeira fase da iniciativa terá o objetivo de engajar os consumidores por meio de informações e opiniões de especialistas, promovendo a informação e a troca de opiniões. Nessa etapa, a campanha será veiculada exclusivamente na Internet e em redes sociais como o Facebook e o Instagram. 

Sobre a Pesquisa

 

 

 

 

Informações para a imprensa:

Kubix Estratégia & Comunicação – (11) 3032-1876

Fernanda Grandino (fernanda.grandino@kubix.com.br)

Cristina Iglecio (cristina.iglecio@kubix.com.br)

 
Comments are closed.