Alimentação: um mar de oportunidades no setor de franquias Izaías Berni

O balanço de 2013 da Associação Brasileira de Franchising revelou que o setor de franquias cresceu 11,9% e faturou mais de 100 bilhões no ano passado. Dentro desse mercado o segmento de alimentação cresceu 16,6%, sete vezes superior ao PIB nacional, que avançou 2,3% no período.

Apesar das muitas controvérsias e dúvidas em relação ao ano da Copa, os bons números fazem com que nós, indústrias e empresas do setor, nos animemos em relação a 2014. As franquias de fast-food, por exemplo, estão ampliando a presença no país chegando a diferentes lugares como interior e periferias, saindo do eixo centro-shopping, onde normalmente eram instaladas.

Essa expansão se dá especialmente por dois motivos. Um deles é o Mundial, em que a demanda de turistas locais e estrangeiros deve movimentar as regiões dos novos estádios e das cidades que receberão as seleções. O segundo motivador, tendência há alguns anos, é o fato das pessoas comerem mais fora de casa por conta do longo tempo que passam fora dela, trabalhando e estudando.

São franquias populares, nacionais e internacionais. Independente do segmento, o mercado franchising é um grande aliado do food service. Esse modelo de negócio nos permite firmar parcerias com grandes redes, levando até elas equipamentos que oferecem segurança alimentar, eficiência operacional e excelente custo-benefício, ampliando cada vez mais nosso know-how.

*Izaías Berni é diretor comercial da Cozil, indústria que há 29 anos cria e desenvolve equipamentos para cozinhas profissionais.

Comments are closed.