Alimentação vegetariana: especialista defende que qualquer pessoa pode ter acesso a uma dieta mais saudável

aAo pensar em vegetarianismo, muitos questionam se a mudança dos hábitos alimentares pesará no bolso. O desconhecimento em relação às opções de pratos sem carne animal e a manutenção de alguns mitos fazem com que muitos acreditem que a dieta vegetariana ou vegana tenha um perfil elitista. Contudo, seguir um cardápio saudável não necessariamente compromete o orçamento familiar. Em uma dieta convencional, é o consumo da carne animal, que geralmente acaba onerando as compras, já que o produto tem um alto valor agregado. No caso dos vegetarianos, a base da alimentação inclui verduras, legumes, hortaliças e cereais, produtos, alimentos mais baratos na gôndola do supermercado.

Já quando o assunto são alimentos industrializados para vegetarianos e veganos, a Superbom, empresa alimentícia especializada em produtos saudáveis, tem um portfólio diversificado para quem segue uma dieta diferenciada e deseja pagar um preço justo por isso. Segundo o gerente de marketing da empresa, David Oliveira, o valor dos produtos é coerente com a qualidade dos ingredientes e com o cuidado durante a fabricação. “Um dos pilares da Superbom é produzir alimentos a partir da seleção dos melhores ingredientes. A salsicha vegetal, por exemplo, tem alto valor nutritivo. O mais recente lançamento  da empresa, a linha de queijos 100% veganos, é resultado de estudos detalhados, realizados pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Superbom, que criou um queijo vegetal, sem glúten e lactose com a mesma textura do produto convencional”, explica o gerente.  “Conforme os produtos ganham popularidade e escala em vendas, o preço tende a cair também”, complementa o gerente.

Uma dieta vegetariana ou vegana pode ser uma composição de produtos veganos industrializados, naturais e orgânicos. “Essa mescla diminui os custos de uma dieta sem carne animal”, explica Oliveira. “Outro ponto que merece destaque é que o consumo de carne é um hábito, principalmente, entre os brasileiros. Em muitos países, as famílias comem carne apenas uma vez por semana, não apenas pelo gasto – em muitos países, é considerado um artigo de luxo -, mas por não considerarem saudável o consumo excessivo. A mudança dos hábitos alimentares representa uma economia também com a própria saúde, já que a dieta vegetariana reduz os riscos de doenças cardíacas, diabetes e hipertensão, e consequentemente os investimentos com assistência médica”, conclui o gerente da Superbom. 

Sobre a Superbom

A Superbom é uma empresa alimentícia, que trabalha com uma linha de produtos saudáveis, que abrange sucos, geleias, salsichas, proteínas, pratos prontos, entre outros. Fundada em 1925, a Superbom comercializa os seus produtos em mais de 25 mil pontos de vendas em todo país. Em função disso, é considerada uma das principais empresas do ramo de alimentos para veganos e vegetarianos do Brasil. A empresa iniciou as suas atividades com a produção de suco de uva, no interior de uma antiga casa pertencente ao Colégio Adventista Brasileiro (CAB), que posteriormente ficou conhecido como Instituto Adventista de Ensino e, hoje, abriga o Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp-SP). Durante toda a sua história, a empresa atua diretamente ligada à Igreja Adventista do Sétimo Dia. Atualmente, a companhia conta com 250 colaboradores, entre a sede e as duas plantas da indústria (localizadas em São Paulo, capital, e em Lebon Régis, Santa Catarina).

www.superbom.com.br

Acesse a nossa lista de porta-vozes e baixe imagens em alta resolução na Sala de Imprensa da Dezoito. Veja em:  http://www.dezoitocom.com.br/

Leonardo Oliveira
Assessor de Imprensa

leonardo.oliveira@dezoitocom.com.br I www.dezoitocom.com.br
Tel: (11) 3674-4400 Ramal: 4603 / (11) 3674-4419 Direto

Comments are closed.