Bruno Cunha Lima lamenta a morte de Waldo Tomé, em Brasília

Quadro de saúde do jornalista e advogado campinense se agravou após cirurgia nos pulmões
O prefeito Bruno Cunha Lima lamentou a morte, no final da manhã desta quarta-feira, 17, do advogado e jornalista campinense Waldo Tomé de Souza, 76, em Brasília, por complicações no organismo dias após um procedimento cirúrgico nos pulmões.
Waldo Tomé foi assessor direto do ex-prefeito, ex-governador e ex-senador Ronaldo Cunha Lima. Prestou assessoria também ao ex-governador e ao ex-senador Cássio Cunha Lima. Há mais de 20 anos tinha fixado residência em Brasília. Era torcedor fervoroso do Campinense Clube.
De acordo com Bruno Cunha Lima, Waldo Tomé sempre pautou sua vida pelo extremado zelo profissional e dedicação às missões a ele delegadas. E registra uma frase célebre do jornalista e advogado: “Sonho acordado para não perder tempo nessa efêmera vida:.”
Waldo Tomé deixa a viúva Leda, os filhos Walber e Andréa, além dos netos  Caio e Júlia. O sepultamento do corpo de Waldo deverá ocorrer em Brasília, nesta quinta-feira, 18, segundo a família em Campina Grande.
Fonte: Codecom
Load More Related Articles
Load More By Ionete Ramos
Load More In Cotidiano
Comments are closed.