Bruno lamenta morte do pastor Samuel Veras e decreta luto oficial de três dias no Município

O prefeito Bruno Cunha Lima, de Campina Grande, lamentou profundamente a morte do pastor Samuel Dionísio Veras, da Igreja Congregacional Central, na noite desta segunda-feira, 11, por complicações à saúde causadas pela Covid-19.
Em contato com o procurador geral do Município, Bruno Cunha Lima mandou preparar decreto, estabelecendo luto oficial de três dias em Campina Grande. O prefeito também manteve contato com a família, registrando o voto de pesar pelo falecimento do pastor, bastante querido e respeitado em Campina Grande e na Paraíba.
Samuel Veras, que há 30 anos presidia a Congregacional da Rua 13 de Maio, no Centro de Campina Grande, já vinha internado há vários dias na Clínica Santa Clara, após ter testado positivo para a doença.
Através das redes sociais, Bruno disse estar pesaroso com o falecimento de Samuel Veras, a quem conheceu em 2008, durante um Encontro de Jovens Para Cristo. Para o prefeito, o pastor deixa um legado pelo Evangelho na Paraíba. O prefeito também revelou nas postagens importante lição de Veras sobre a parábola bíblica do Semeador.
Sepultamento – Samuel Dionísio Veras deixa viúva, dois filhos e três netos. O sepultamento do corpo do pastor será realizado na tarde desta terça-feira, 12, no Campo Santo Parque da Paz, no Velame. A cerimônia é essencialmente reservada à família, em respeito aos protocolos estabelecidos.

Fonte: Codecom

Load More Related Articles
Load More By Ionete Ramos
Load More In Cotidiano
Comments are closed.