Equipamento de radioterapia intraoperatória pode ser utilizado para câncer de pele

O Intrabeam, primeiro equipamento de radioterapia intraoperatória, bastante comum para o tratamento do câncer de mama, agora também apresenta aplicadores para o uso no tratamento do câncer de pele.

A ZEISS trouxe o INTRABEAM® ao Brasil para revolucionar o tratamento de combate ao câncer. A novidade em relação aos outros tipos de radioterapia que duram seis semanas é poder realizar uma única sessão logo após a retirada do tumor, ainda durante a cirurgia. O procedimento é realizado por meio de um aplicador com um feixe de fótons de baixa energia que é inserido no local exato da operação. Em seguida, o aplicador é removido e a incisão fechada. Todo o processo demora em média de 20 a 30 minutos.

Essa novidade, que antes só estava disponível para o câncer de mama, chega agora ao país para tratar também o câncer de pele não-melanoma. Em um estudo, foi demonstrado que a radioterapia intraoperatória com Intrabeam foi tão eficaz quanto técnicas convencionais de radioterapia. Por ser realizado no mesmo local da cirurgia, provoca menos danos ao tecido saudável e reduz possíveis efeitos colaterais, como vermelhidão, sensibilidade, alteração na cor da pele, fadiga, fibrose do tecido e atraso na cicatrização. Além dessas vantagens, a radioterapia intraoperatória ajuda a evitar exposição desnecessária à radiação.

Todos os benefícios já conhecidos do INTRABEAM® para o tratamento do câncer de mama também são aplicados para o de pele. Isso é possível devido a um conjunto de aplicadores que gera um campo de radiação plano, ideal para as superfícies do corpo, como a derme. Esses aplicadores são esterilizáveis e podem ser reutilizados.

Temos à disposição médicos parceiros para entrevista e fotos em alta resolução.

Qualquer dúvida, entrem em contato.

Abraços,

Karina Paletta| Public Relations
Grupo Máquina PR
Tel.:
55 11 3147 7900 • Ramal 7447

Load More Related Articles
Load More By edsolza
Load More In Saúde
Comments are closed.