Estudo da Opera Mediaworks revela hábitos de consumo de mídia e receptividade à publicidade em dispositivos móveis  

Usuários de phablets, equipamentos que mesclam smartphones e tablets, são mais ativos nas redes sociais e interagem mais com os anúncios durante a noite

A Opera Mediaworks acaba de divulgar um estudo que identifica as diferenças nos hábitos de consumo de mídia dos usuários de phablets – dispositivos que mesclam funcionalidades de smartphones e tablets, que possuem com 5 ou 7 polegadas de tela, e as mudanças em relação à receptividade da publicidade em dispositivos móveis de maneira geral.

De acordo com o estudo da companhia, os consumidores de phablets acessam tipos de mídia de forma semelhante aos usuários de smartphones – e diferente dos usuários de tablets. Entretanto, o seu comportamento é suficientemente diferente para lhes dar perfil próprio. Veja a seguir os principais pontos da pesquisa:

  • As redes sociais, assim como nos smartphones, representam a categoria mais acessada nos phablets, representando 53,8% das visualizações. Este número é muito maior que a média global do primeiro trimestre de todos os dispositivos móveis (27,2%);
  • Ao contrário dos usuários de smartphones, que acessam conteúdos referente a Esportes, Notícias e Informações, o consumo dessas categorias por usuários de phablets é bem pequeno;
  • Apesar do tamanho maior da tela, os phablets não substituem os tablets, que são mais usados para acessar assuntos ligados a Jogos, Música, Vídeo e Mídia.

Para a realização do estudo, foram utilizados dados da plataforma de anúncios para dispositivos móveis do Opera Mediaworks, que possui 64 bilhões de acessos por mês e alcança 500 milhões de usuários por meio de 14 mil sites e aplicativos mobile. Todos os 13 dispositivos móveis tinham telas com medidas diagonais entre cinco e sete polegadas, como as diversas versões do Samsung Galaxy Note, LG Optimus Pro e do Sony Xperia Z.

A Opera Mediaworks também analisou os níveis de volume (impressões obtidas em anúncios) e interação (taxa de cliques) do tráfego nos Estados Unidos em um período de 24 horas. Seguem algumas das observações:

  • O volume de tráfego dos phablets é maior pela manhã (das 9 às 12 horas), mas a receptividade aos anúncios é muito baixa. Esta movimentação tem um declínio no restante do dia, mas a interação aumenta significativamente, com um pico à noite (das 20 às 22 horas).
  • Como esperado, o uso dos tablets é maior no período noturno, pois os usuários não estão no trabalho e sim “relaxados” em casa. No entanto, o nível de interação com os anúncios neste momento não corresponde ao dos phablets.
  • A interação nos phablets e nos tablets é baixa no início da noite (das 17 às 19 horas).

Para ver o relatório completo, consulte o website da Opera Mediaworks.

Sobre a Opera Mediaworks

A Opera Mediaworks movimenta a economia de publicidade em dispositivos móveis por meio da inovação tecnológica, da transparência e da confiança, criando mercados dinâmicos para editores e anunciantes de todo o mundo. Assim, ela possibilita que os anunciantes alcancem de forma eficiente seu público-alvo e que os editores melhorem o valor de seus investimentos. A Opera Mediaworks opera a maior rede de anúncios para dispositivos móveis direcionada a marcas do mundo, atendendo a 23 das 25 marcas internacionais mais importantes. Também fornecemos as principais ferramentas de monetização e servidor de anúncios para dispositivos móveis do mundo para 17 das 25 empresas de mídia mais importantes do mundo. Nossa missão é oferecer relevância na mídia em que ela mais importa — nos dispositivos móveis.

 

Com sua matriz no Vale do Silício, Califórnia, a Opera Mediaworks tem escritórios em Nova York, Reino Unido, Argentina, Brasil, México, Índia, Indonésia, Rússia, Ucrânia e Noruega. A Opera Mediaworks é uma subsidiária integral da Opera Software ASA, registrada na Bolsa de Valores de Oslo usando o símbolo de ações OPERA. Saiba mais sobre a Opera Mediaworks em www.operamediaworks.com.

 
Comments are closed.