EUA revisam grau de risco para viagens ao Brasil, de ‘muito alto’ para ‘alto’

O Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos atualizou, nesta segunda-feira (13), o grau de risco para viagens ao Brasil. O país, que era classificado para residentes americanos que precisassem viajar como de “risco muito alto”, quarto e último estágio, agora está com o selo de “risco alto”, terceiro estágio.

Pela definição anterior, a orientação das autoridades eram para que não fossem feitos deslocamentos ao Brasil. Com a alteração desta segunda, na prática, a agência passa a recomendar que só viajantes totalmente vacinados embarquem. Ainda assim, não são aconselhadas viagens não essenciais para o país.

“Devido à situação atual no Brasil, todos os viajantes podem estar em risco de obter e espalhar variantes da Covid-19”, destacou a agência em seu site.

A medida diz respeito apenas às pessoas que saem dos EUA com destino ao Brasil, não ao caminho inverso. O governo americano enfatiza que está proibida a entrada de estrangeiros que estiveram no Brasil 14 dias antes da tentativa de entrada nos EUA. A medida não se aplica a pessoas com residência permanente, a cidadãos americanos e a algumas exceções, como estudantes.

FOLHAPRESS
Foto: © Shutterstock
Load More Related Articles
Load More By Ionete Ramos
Load More In Mundo
Comments are closed.