Infertilidade: o que fazer quando a cegonha não vem?

foto google
foto google

Procurar ajuda médica deve ser o primeiro passo quando há dificuldade em engravidar

Casar e ter filhos, para muitas pessoas, é a realização de um sonho. No entanto, após o casamento, muitos encontram dificuldades para realizar o desejo de aumentar a família, com a chegada de uma criança. Com isso, vivenciam momentos de muita ansiedade e frustração. 

Se a cegonha não veio, é hora de procurar ajuda. Segundo a ginecologista especialista em Reprodução Humana da Criogênesis, Dra. Paula Bortolai, um casal é considerado infértil quando não obtém sucesso na gestação após um ano de tentativas, considerando um ritmo sexual regular e a ausência de métodos contraceptivos. Mas o tempo de espera para procurar ajuda varia com a idade da mulher, não devendo passar de 6 meses após os 43 anos. “Neste caso, deve-se, portanto, procurar um especialista para descobrir as possíveis causas da infecundidade. Após um diagnóstico preciso, o médico poderá indicar o melhor tratamento”, diz.

Em algumas situações, entretanto, a medicação para induzir a ovulação e manter relações sexuais programadas são medidas suficientes para que o casal consiga engravidar. Por outro lado, dependendo dos casos, é necessário utilização de métodos mais avançados, como a inseminação intrauterina (IIU), onde os espermatozóides são colhidos em laboratório e os melhores são colocados no útero da mulher, ou a fertilização in vitro (FIV), onde a mulher toma controladamente injeções de hormônios para estimular a produção de um maior número de óvulos. Posteriormente, seus óvulos são retirados e encaminhados ao laboratório, para serem fecundados e transferidos para o útero como embriões.

A especialista ainda acrescenta que, tanto os fatores femininos, quanto os masculinos, ou até mesmo, a própria interação entre o casal, podem ser a razão para a dificuldade de gerar um filho. “Existem casos de infertilidade sem causa aparente. Ou seja, mesmo sendo um casal sadio, sem alteração alguma, os dois não conseguem engravidar. Isso ocorre em até 15% dos casais e não significa que nunca terão filhos, mas, por vezes será  necessário ajuda de um especialista em reprodução humana”, alerta.

Uma vez que a infertilidade é um problema que afeta o casal, recomenda-se que o marido e a mulher procurem juntos ajuda médica. “Devido a um preconceito antigo, normalmente a mulher é responsabilizada pela dificuldade de engravidar. No entanto, muitas vezes é o homem que apresenta alterações significativas, que podem estar retardando o processo. Portanto, se a cegonha se atrasar, o casal deve buscar auxílio o quanto antes, sem receio ou qualquer tipo preconceito. A união e a compreensão mútua geram uma atmosfera extremamente favorável para o sucesso do tratamento”, aconselha a ginecologista.

Sobre a Criogênesis

A Criogênesis nasceu em São Paulo e possui mais de 10 anos de experiência no mercado brasileiro. A clínica é referência em serviços de coleta e criopreservação de células-tronco e em medicina reprodutiva. Sua missão é estimular o desenvolvimento da biotecnologia através de pesquisas, assegurando uma reserva celular para tratamento genético futuro.

www.criogenesis.com.br

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo