Lei que estabelece sessões de cinema para pessoas com deficiência é sancionada

Foi sancionada a lei n° 11.447, de autoria da deputada Cida Ramos, que dispõe sobre a implantação do “Cine Bangüê Acessível” que tem por objetivo possibilitar sessões mensais, de forma gratuita, para atender as pessoas com deficiência auditiva ou visual. A lei foi publicada nesta quinta-feira (10) no Diário Oficial do Estado (DOE).

Cida Ramos ressaltou que a iniciativa visa proporcionar inclusão social. “Partindo do princípio do direito à igualdade para todos e o dever da inclusão social das pessoas com deficiência, o cinema acessível é de importância fundamental, pois permite que eles sejam integrados à sétima arte, lhes permitindo usufruir desse meio cultural”, destacou.

A deputada ainda salientou que a Lei é pertinente e fundamental, frente ao momento político atual, onde se exige diálogo, empatia, pactuação de políticas públicas e a construção de um ambiente propício à efetivação dos direitos das pessoas com deficiência. “A lei não pode ser apenas uma resolução simbólica, mas sim uma questão efetiva e que provoque mudanças. A luta pela inclusão me fortalece diariamente, pois junto ao meu redor, por meio de leis, todos aqueles que não têm voz e oportunidade”, pontuou.

A matéria pretende disponibilizar sessões uma vez por mês, gratuitamente, com apresentação de filmes nacionais e internacionais. Os espaços destinados a exibição dos filmes deverão apresentar compatibilidade com os recursos de audiodescrição e libras, bem como outros instrumentos de acessibilidade, a fim de atender às pessoas com deficiência.

Assessoria de Comunicação
Foto: Ilustração

 

 
Comments are closed.