Médico voluntário liga para familiares de pacientes com Covid-19, do Hospital Pedro I, para passar boletim

Em meio às ações de humanização na assistência a pacientes com Covid-19 no Hospital Municipal Pedro I, mais uma iniciativa tem levado conforto aos familiares dessas pessoas. Um médico voluntário está realizando ligações, diariamente, para as famílias de todos os pacientes graves da UTI da unidade para passar informações precisas sobre os pacientes.

O médico neurologista Fábio Galvão, professor da Universidade Estadual da Paraíba, é quem realiza esse trabalho. “Essa ideia surgiu da necessidade de humanização do tratamento desses pacientes, uma vez que nós percebemos a aflição dos familiares por não poderem acompanharem de perto os seus pacientes nas alas de tratamento intensivo para a Covid-19”, explicou.

Todos os dias, Fábio Galvão tem acesso aos boletins médicos dos pacientes e, ao invés do serviço social entrar em contato com a família e passar o resumo do estado de saúde, é ele quem telefona e explica detalhadamente o quadro do paciente e a evolução clínica, o que acaba tranquilizando os familiares ou conscientizando da gravidade do estado de saúde nos casos mais complicados.

“Nós percebemos que os parentes dos pacientes queriam sempre um detalhamento maior do boletim, exigiam falar com o médico e isso não está sendo possível. Muitos também estavam vindo diariamente ao hospital para buscar informações, o que não é o indicado. Mas depois que o doutor Fábio começou a atuar voluntariamente, ligando para essas pessoas, isso levou mais tranquilidade a todos eles”, explicou o Diretor Clínico do hospital, Dr. Tito Lívio.

Fábio Galvão dedica vários minutos para conversar para cada familiar. “Tento colocar as explicações numa linguagem mais próxima deles e tento, inclusive, levar um pouco de conforto numa hora tão difícil como essa. Tem sido um trabalho difícil, emocionalmente desgastante, mas muito impactante, muito positivo porque os familiares se sentem bem mais confortados”, disse Fábio.

Além desse atendimento diferenciado para famílias de pacientes da UTI, o Hospital Municipal Pedro I também implantou um serviço de televisita com os pacientes das enfermarias. Os assistentes sociais fazem chamadas de vídeo para as famílias para que eles possam conversar com os pacientes.

“O apoio da família é essencial da recuperação. Eu me vejo como parte de um exército no combate à Covid-19. E agradeço publicamente à direção do hospital, à Prefeitura Municipal, à Secretaria de Saúde pela oportunidade que me foi dada, por poder estar fazendo esse trabalho que é tão importante. A gente recebe muitos elogios e muita gratidão dos familiares”, finalizou.

Codecom PMCG

Comments are closed.