Os dez pecados da higiene oral

foto google
foto google

Manter os dentes bonitos e saudáveis é tarefa de praxe no dia a dia. Porém, por não possuir conhecimento ou acreditar em mitos, muitas pessoas cometem erros primários, desde a seleção da escova dental incorreta, escolha do momento inadequado para escovar os dentes ou até mesmo o uso indiscriminado do enxaguatório oral. Por esse motivo, o Professor, Mestre e Doutor em Odontologia da UNIBAN Anhanguera, Dr. Hugo Lewgoy, destaca os dez principais erros que podem compremeter de forma incisiva o sorriso e a saúde oral.

Confira:

PECADO e DICA

Utilizar uma escova com cerdas duras

Ao longo do tempo as cerdas duras provocam o desgaste do esmalte dental e a retração gengival. Portanto, deve-se priorizar uma escova ultramacia e com grande quantidade de cerdas para alcançar a máxima eficiência sem machucar.

Utilizar uma força ou carga exagerada durante a escovação

O ato da escovação deve ser realizado sem o emprego de força. A “técnica de Bass”, por exemplo, recomenda que a escova seja apoiada suavemente sobre a superfície dos dentes em um ângulo de 45 graus, com a metade das cerdas recobrindo a superfície dental e a outra metade recobrindo a gengiva.

Utilizar escovas velhas e desgastadas

O consumo de escovas dentais no Brasil é muito baixo. A média por habitante gira em torno de uma escova a cada um ano e meio. O ideal é que a escova dental seja trocada no máximo a cada dois meses.

Escovar os dentes com uma frequência exagerada

O hábito de escovar os dentes é fundamental, porém, a escovação excessiva também pode acabar prejudicando ao invés de ajudar. O importante é a qualidade e não a quantidade. Três vezes ao dia é o suficiente.

Escovar os dentes com uma grande quantidade de creme dental

Deve-se utilizar pouca quantidade de pasta, pois, o que promove a desorganização da chamada placa dental, placa bacteriana ou biofilme oral, é a escova e não a pasta ou gel dental. O creme dental aplicado sobre as cerdas da escova deve ser do tamanho de uma ervilha e inserido no meio das cerdas para evitar que seja deglutido facilmente.

Escovar os dentes com uma pasta de dentes abrasiva

O creme dental abrasivo e que faz muita espuma deve sempre ser evitado. A utilização de cremes dentais abrasivos e escovas duras provocam um fenômeno chamado hipersensibilidade dental e a necessidade do consumo de cremes dentais dessensibilizantes.

Escovar os dentes imediatamente após as refeições

Deve-se esperar, no mínimo, 30 minutos para escovar os dentes. É o tempo necessário para que a saliva possa agir e neutralizar o pH dos alimentos e bebidas. Apesar de ser um assunto polêmico, do ponto de vista teórico, o ideal seria realizar a escovação antes das refeições e não após, pois, a função da escovação é desorganizar o biofilme oral e não remover restos de alimentos. Após as refeições é importante fazer a remoção dos detritos alimentares que ficam presos entre os dentes com o fio dental. Outra dica importante é evitar alimentos açucarados, principalmente nos intervalos entre as refeições.

Fazer bochechos com água quando não há tempo de escovar os dentes

Cuidado, pois a água também pode ter um pH ácido e atrapalhar o trabalho da saliva. A manutenção de um pH oral neutro através de um processo chamado tamponamento salivar é uma proteção natural do organismo humano, porém, este processo não é imediato e demora de trinta minutos a duas horas para ocorrer.

Esquecer de escovar a região entre os dentes

As cáries e doenças gengivais normalmente iniciam nestes locais. Portanto, a escova interdental Prime é fundamental, pelo menos uma vez ao dia, para desorganizar o biofilme oral que se acumula constantemente entre os dentes.

Utilizar enxaguatórios orais de forma indiscriminada

Muitas vezes, o enxaguatório é utilizado pela sensação de “hálito puro e refrescante”, porém, uma boa higienização é uma forma muito mais efetiva e natural de se alcançar a saúde oral. Os enxaguatórios devem ser utilizados sempre com orientação profissional e nunca devemos procurar o caminho da automedicação.
CURAPROX: Os produtos CURAPROX refletem décadas de pesquisas, com conhecimento profundo sobre higiene oral e o trabalho em cooperação com as principais lideranças profissionais da odontologia mundial. Estes produtos traduzem-se em benefícios abrangentes com alta qualidade e sofisticação para garantir a prevenção das doenças orais de forma totalmente eficiente e sem machucar as gengivas.

www.curaprox.com.br
Jornalista responsável:
Rodrigo Hernandes (Mtb-SP 40.598)
Cel: 11-99354-5230
Tels: 11-2061-7919/2061-5709
Av. Paes de Barros, 2659 – cj. 27
CEP 03149-100- São Paulo – SP
rodrigo.hernandes@holdingcom.com.br

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo