Paraíba lança mapa do vírus da dengue no estado

Para saber quais tipos do vírus da dengue estão em circulação, o estado da Paraíba colocou em prática um plano de mapeamento viral. A ideia é incentivar as prefeituras paraibanas a notificarem casos do tipo 2 da dengue, que pode causar um surto da doença no estado, neste ano. Em janeiro, a Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba publicou uma nota direcionada aos 223 municípios para reforçar a necessidade de seguir os protocolos de diagnóstico e notificação do tipo de vírus, em caso de dengue.

Segundo explica a Gerente da Vigilância em Saúde da Paraíba, Talita Tavares, o problema está relacionado aos pacientes que não fazem o exame para determinar o tipo da dengue.

“Estamos tentando mostrar a importância do usuário [paciente] ao chegar no serviço de saúde, no início dos sintomas, coletar o sangue, fazer todo o processo dessa amostra e encaminhar ao laboratório referência, para que, a partir daí, a gente tenha nesse primeiro trimestre, uma identificação atual dessa circulação viral no estado.”

A identificação rápida de qual o tipo de dengue que o paciente tem é importante por dois motivos: para poder melhorar o tratamento, já que o sorotipo 2 merece mais atenção; e para ajudar o governo a combater a dengue nos locais onde há mais casos. Talita Tavares dá mais detalhes.

“O exame deve ser solicitado para qualquer usuário que tenha suspeita clínica para dengue e que chegue nessa unidade de saúde entre o primeiro e o quinto dia do início dos sintomas, já se enquadrando na parte clínica para dengue a suspeita de dengue, notificação, e pede a coleta para isolamento viral.”

As autoridades de saúde reforçam o papel dos moradores no combate a focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A recomendação do Ministério da Saúde é de que a limpeza de possíveis focos do Aedes aegypti, dentro de casa, seja semanal. Cada pessoa deve se tornar um fiscal para eliminar focos com água parada e impedir que o mosquito se prolifere.

E você? Já combateu o mosquito hoje? A mudança começa dentro de casa. Proteja a sua família. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes. Ministério da Saúde, Governo Federal. Pátria Amada Brasil.

Agência do Rádio

Comments are closed.