Presidente da Embratur afirma que meta é desburocratizar e modernizar o setor

O novo presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), autarquia especial do Ministério do Turismo, Gilson Machado Neto, declarou, nesta quinta-feira, 23, que o setor ganhou protagonismo na nova gestão do país. Ele ressaltou, durante cerimônia de sua posse, na sede do Ministério pasta, em Brasília, que há grande necessidade de implementar medidas que transformem a prática turística no Brasil.

“Nesse novo momento, a nossa gestão deve buscar saídas e novos caminhos para ampliar o setor, apostando em segmentos como o turismo náutico, cruzeiros, turismo de contemplação, prática de mergulho, ecoturismo, colocando todo o potencial que temos em prática”, destacou.

A transformação da Embratur em agência é uma das metas dessa gestão. Para Gilson Machado, essa transição dará ao Brasil maior capacidade para trabalhar a promoção internacional, colocando o País em um outro patamar para competir com outros destinos.

“Este é um momento importante para o setor, que ganha relevância e também tem como meta dobrar a chegada de turistas estrangeiros, passando da casa de 6 para 12 milhões de pessoas anualmente. O Brasil tem um grande potencial, de infraestrutura e belezas naturais, e precisa destravar muitas questões, para poder receber mais visitantes do mundo todo. O Governo Federal está buscando saídas para gerar empregos e renda para a população, e o turismo pode, de maneira muito rápida, ser parte da solução para o Brasil”, afirmou o novo presidente da Embratur.

ASCOM – Embratur ascom@embratur.gov.br

 
Comments are closed.