Programa Casa Verde e Amarela anuncia avanços para facilitar acesso ao financiamento habitacional

Abrir portas para que mais brasileiros realizem o sonho da casa própria e vivam com dignidade. Com esse objetivo, o Governo Federal anunciou, nesta quarta-feira, 15 de setembro, avanços no programa nacional de habitação, o Casa Verde e Amarela.

Entre as novidades estão o aumento do valor de teto dos imóveis para habitação popular, parceria com estados e municípios para facilitar o pagamento das entradas pelas famílias de baixa renda e ampliação dos recursos para financiamento pelo FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, a partir de 2022.

Presente à cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro destacou a importância da casa própria. Ele enfatizou que, por isso, o Governo se esforçou para manter o setor da construção civil em pleno funcionamento durante a pandemia.

“Naquele nosso decreto de profissões essenciais, incluímos a construção civil. Decisão que manteve esse setor trabalhando. Evitou-se demissões e pudemos continuar fazendo entregas da casa própria. A casa própria realmente não tem preço para quem a recebe”.

As novas medidas também ampliam os descontos nas taxas de juros a mais beneficiários e adaptam métricas ao cenário atual, permitindo que famílias que estavam fora do programa habitacional possam ser inseridas.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destaca que os avanços anunciados vão incentivar o setor da construção civil a manter o nível de contratações.

“Cada ação que está sendo desenvolvida aqui é para permitir que aqueles que estavam desenquadrados passem a continuar enquadrados e as empresas continuem a ofertar no mercado esses imóveis. Isso vai permitir que não haja desemprego, que se continue a edificar, que se continue a construir”.

Para saber detalhes sobre as novas medidas e outras ações de Habitação do Governo Federal, acesse mdr.gov.br.

Agência do Rádio

Foto: Adalberto Marques/MDR

Load More Related Articles
Load More By Ionete Ramos
Load More In Nacional
Comments are closed.