Programa Rota do Mel beneficia agricultores familiares do semiárido

mel-producPara apoiar produtores com infraestrutura, aumento na oferta de produtos e inserção de mais trabalhadores no mercado de trabalho, a Rota do Mel, programa do Ministério da Integração Nacional, desenvolvido por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional, vai investir R$ 20,8 milhões, até o final de 2013, em ações para potencializar a apicultura em estados do semiárido brasileiro. 

Para Sérgio Castro, secretário de Desenvolvimento Regional, o Governo Federal tem buscado incentivar, seja pela oferta de crédito, infraestrutura ou formação profissional, o estabelecimento de rotas que envolvem diversos arranjos produtivos, como a caprinocultura, a piscicultura, a fruticultura e a exploração do mel. “Há um potencial enorme na região do semiárido que já vem sendo explorado e organizado. Essa ação não atua somente em cada arranjo produtivo, mas articula esses diversos arranjos em uma rota e em soluções para os gargalos que a cadeia tenha”, garante.

Em Pernambuco, por exemplo, a Rota do Mel incentiva, na região do Araripe, a Associação de Apicultores do município de Bodocó. A casa de mel, implantada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) – entidade vinculada ao ministério e executora do programa – já funciona há mais de dez anos. Com o apoio do Rotas da Integração, o trabalho desenvolvido pela associação pernambucana tem conquistado importantes resultados. Somente nos últimos três anos, foram produzidas cerca de 150 toneladas de mel.

“Estamos conseguindo comercializar o mel a R$ 5, o quilo. É um bom negócio para todos que trabalham com o produto”, afirma o apicultor Ronildo Moreira. Ele explica que em um ano normal de produção é possível chegar a uma extração de 50 kg de mel por colmeia – acima da média nacional, que é de 30 kg.

Rotas da Integração – A Rota do Mel integra o Programa Rotas da Integração, estratégia de inclusão produtiva do Plano Brasil Sem Miséria, que viabiliza arranjos produtivos locais nas regiões prioritárias da Política Nacional de Desenvolvimento Regional. A iniciativa do Ministério da Integração Nacional oferece apoio aos moradores de áreas rurais no que diz respeito à produção, oferta de crédito, infraestrutura, inovação, formação profissional e comercialização.

Comments are closed.