Sarampo – bebês de seis a onze meses que vão para áreas de risco devem ser vacinados

Com o objetivo de conter o avanço dos casos de sarampo no país, o Ministério da Saúde estendeu a vacinação contra a doença para bebês de seis meses até menores de um ano de vida que vão se deslocar para as áreas consideradas de risco. São 43 municípios, em todo o país, dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A Secretaria de Saúde de Campina Grande já iniciou a imunização nas Unidades Básicas de Saúde.

Para ter acesso à vacinação, os pais das crianças devem apresentar algum comprovante de que vão visitar algum dos 43 municípios relacionados. É necessário tomar a dose pelo menos 15 dias antes da viagem. A lista com os nomes das cidades que mantêm surto ativo de sarampo e recomendação para a vacina está disponível no portal: saude.gov.br.

Mesmo recebendo essa dose que protege contra o sarampo, as crianças ainda precisam tomar as doses do calendário normal. A tríplice viral, que também imuniza contra o sarampo, precisa ser administrada aos doze meses de vida e a tetra viral é aplicada aos quinze meses de idade.

“É extremamente necessário que os pais que vão viajar para essas áreas adotem este cuidado de vacinar seus filhos nesta faixa etária. A preocupação se dá em função do avanço da doença, em algumas regiões do país. Os pais ou responsáveis devem procurar as unidades de saúde portando a Caderneta de Vacinação dos filhos. Lembrando que essa medida é provisória, apenas durante um período e muito especificamente para crianças nessa idade que vão para as áreas endêmicas”, disse o diretor Municipal de Vigilância Sanitária, Miguel Dantas.

Codecom PMCG 

Comments are closed.