Secretaria de Saúde realiza I Seminário de Saúde das Mulheres de Campina Grande

Na tarde desta sexta-feira, 15, a Secretaria de Saúde de Campina Grande realiza o I Seminário de Saúde das Mulheres do município. O evento acontece às 14h no Teatro Unifacisa e os profissionais de saúde ou interessados podem participar, mas é necessário fazer a inscrição prévia pelo link: https://forms.gle/ogwD9GukRGKpz8y56. Dentro do seminário haverá também o lançamento da Caderneta de Saúde da Mulher de Campina.

A inscrição prévia é necessária para que o planejamento da organização atenda a todos os protocolos de segurança sanitária diante da covid-19. As palestrantes são Dra. Maria do Carmo Dias, mastologista; Dra. Priscilla Maria de Castro, professora doutora do CCBS/UFCG; e a Dra. Adenise Queiroz, assessora de educação e cultura da Organização Nacional de Cegos do Brasil (ONCB).

“É uma primeira ação de capacitação que tem o objetivo de ficar como uma agenda fixa da campanha Outubro Rosa em Campina Grande. Nós buscamos profissionais muito gabaritados para trazer ensinamentos, treinamento e informação de qualidade para a nossa rede de profissionais de saúde, como também de educadores, assistentes sociais, enfim, todos os trabalhadores diretamente envolvidos com o cuidado às pessoas em nossa cidade, já que a campanha trabalha a atenção integral à saúde e ao bem-estar da mulher”, disse a coordenadora de Saúde da Mulher, Aleksandra Costa.

A Caderneta que será lançada vai concentrar todas as informações importantes de controle da saúde da mulher e será utilizada na Rede de Atenção Primária à Saúde. A campanha Outubro Rosa no município segue com diversas ações de forma integrada com todas as secretarias. A Secretaria de Saúde aumentou a oferta de marcações de consultas com mastologista, exames de mamografia e ultrassonografia mamária, bem como citológicos, para a detecção do câncer de colo do útero. A programação será encerrada com um sarau feminino com artistas locais e uma pedalada rosa.

A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda a mamografia a partir de 40 a 69 anos. Apesar de o Ministério da Saúde orientar a realização do procedimento apenas a partir dos 50 anos, Campina Grande aplica a oferta do exame a partir dos 40 anos, conforme orientação da SBM. A mamografia representa a melhor estratégia para diagnosticar o câncer de mama em estágio inicial. O exame é oferecido o ano inteiro pelas UBS da cidade, mas a Secretaria intensificará a oferta durante esse mês.

O exame clínico do toque também é efetivo para encontrar os primeiros indícios de possíveis tumores. “Exame clínico das mamas e mamografias, adotar hábitos saudáveis, manter o peso corporal, praticar atividade física, não consumir bebidas alcoólicas e amamentar ajudam a reduzir o risco de ter a doença”, finalizou Aleksandra.

Codecom

Load More Related Articles
Load More By Ionete Ramos
Load More In Destaques
Comments are closed.