Congresso reúne dois mil jovens para discutir politicas públicas para o campo em Pernambuco

aCom objetivo de promover um amplo processo de formação e discutir temas importantes para a sucessão na agricultura familiar, a Pastoral da Juventude Rural (PJR) realiza de 14 a 19 de janeiro, em Recife, o III Congresso Nacional da Juventude Camponesa. São esperados mais de dois mil jovens (50% homens e 50% de mulheres), vindos dos 27 estados da federação.

Para o secretário de Reordenamento Agrário do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SRA/MDA), Adhemar Almeida, encontros como este vêm reafirmar a capacidade de liderança, organização e mobilização da juventude rural. “É o jovem rural protagonizando sua historia. Debatendo de maneira participativa questões como sucessão, acesso à terra, educação, saúde, lazer, desenvolvimento sustentável e qualidade de vida no rural”, completa o secretário.

Durante o encontro será apresentada aos participantes a linha do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) do MDA, Nossa Primeira Terra, destinada a jovens rurais, filhos e filhas de agricultores, estudantes de escolas agrotécnicas e centro familiares de formação por alternância, com idade entre 18 e 29 anos.

Programação

O Congresso tem inicio na tarde desta terça-feira (14), com celebração eucarística e um ato solene, do qual participam as lideranças, parceiros, gestores públicos e convidados.

No dia 15, painéis vão debater a Conjuntura da Realidade Brasileira e a Questão Agrária: estrutura e conjuntura, além da importância da Juventude Camponesa na consolidação da agricultura familiar brasileira.

Na manhã do terceiro dia (16), mesas temáticas vão discutir cultura, acesso à terra, politicas agrárias, crédito rural, saúde (Mais Médicos e campanha contra agrotóxicos), entre outros temas. À tarde será reservada para oficinas especificas. Como parte da programação uma feira de produtos agroecológicos estará a disposição dos participantes.

Marcha, caminhada, romaria e uma assembleia final – onde será elaborado o documento contendo as proposições e definições firmadas durante o Congresso – estão previstas na programação dos três últimos dias de evento.

PNCF

O Programa Nacional de Crédito Fundiário é uma política pública do Governo Federal criada para que os agricultores familiares sem terra ou com pouca terra possam adquirir imóveis rurais. Funciona como de maneira complementar a reforma agrária, permitindo a aquisição de áreas não passiveis de desapropriação. No Brasil, a ação, já beneficiou 136.873 agricultores familiares.

Em Pernambuco o programa é gerido pela Secretaria de Reordenamento Agrário, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SRA/MDA) em parceria com o Instituto de Terras de Pernambuco (Iterpe).

Desde sua implantação no estado, o programa já financiou o sonho de 4.468 famílias, num investimento de mais de R$65 milhões.

Adicional de juventude

Para os jovens que acessam o PNCF coletivamente, por meio da linha de crédito Combate a Pobreza Rural (CPR), há um adicional de recursos de R$ 3 mil, para investimentos em infraestrutura produtiva e comunitária – não reembolsáveis – que possibilita a implementação de projetos específicos para jovens, definidos por eles, a partir de suas necessidades.

Serviço:

III Congresso Nacional da Juventude Camponesa

Data: 14 a 19 de janeiro de 2014 (terça-feira a domingo)

Hora: Dia 14/01 – abertura às 20h

Dias 15, 16, 17, 18 e 19 – das 8h às 17h30 e

Programação cultural – todos os dias das 20h às 23h.

Local: Parque de Exposições do Cordeiro, Av. Caxangá, 2200 – Cordeiro, Recife (PE).

 
Comments are closed.