Hospital Pedro I recebe da Fundação de Olhos equipamentos que auxiliam no tratamento da Covid-19

A Fundação de Olhos da Paraíba (FOP) realizou nesta sexta-feira (16) a doação de 60 oxímetros ao Hospital Municipal Pedro I para auxiliar no tratamento de pacientes com a Covid-19. A entrega foi feita pelo presidente da fundação e da Oftamoclínica, o médico oftalmologista Saulo Freire , ao diretor técnico do hospital, médico Tito Lívio, e a diretora administrativa Natlhália Sudério.

O oxímetro é um aparelho utilizado para medir a quantidade de oxigênio presente no sangue de uma pessoa. O equipamento é um grande aliado para detectar casos da Covid-19, antecipando que o quadro do paciente fique mais grave. Um dos sintomas do coronavírus, considerado um dos mais graves, é a insuficiência respiratória. O oxímetro pode detectar a alteração com antecedência, ou seja, antes do caso se agravar, por meio da medição de oxigênio e da saturação no sangue.

“Como profissional de saúde, tenho a missão de salvar vidas e também praticar a caridade na medicina. Esta doação é uma retribuição pela formação de médico que sou há 32 anos. Também é o reconhecimento aos entes públicos, no caso , hospitais, maternidades, pronto socorros que são centro de formação das nossas atividades e especialidades médicas, desde os estudantes internos até a residência médica. Elas precisam ter um olhar mais prazeoroso , um olhar de agradecimento”, ressaltou Saulo Freire, acrescentando que a maioria dos residentes do Brasil tem formação nas áreas públicas.

Natural de Campina Grande, Saulo Freire teve sua formação profissional na cidade. Lembrou que quando estudante de Medicina acompanhou o oftalmologista Doutor Ventura nas intervenções cirúrgicas no Pedro I. Hoje, esta unidade é referência nacional no tratamento da Covid-19.
“Nada mais justo do que eu retribuir com ações sociais. Um pedaço da minha vida eu dedico ao social , através da Fundação de Olhos da Paraíba e a parte do SUS da Oftamoclínica. Ao longo dos anos, trabalhei para melhorar os cuidados com atenção ocular na prevenção e diminuição do índice da cegueira . A gente trabalha ajudando a comunidade de Campina Grande e da Paraíba”, justificou Saulo, lembrando que a sua clínica é referência. “Zeramos a fila da catarata e somos o segundo serviço de glaucoma habilitado no Brasil”.

Parceria
O diretor técnico do Pedro I, Tito Lívio, agradeceu a doação em nome da Prefeitura de Campina Grande, da unidade hospitalar, dos pacientes e de toda a comunidade e destacou a parceria de Saulo com a área de saúde .

“Doutor Saulo Freire é uma parceiro antigo. Desde o ano passado, ele nos auxilia. Já emprestou alguns aparelhos de eletrocardiograma no início da pandemia. Agora ele vem nos beneficiar e toda a população claro com mais 60 oxímetros . Este equipamento é de extrema importância para o exame do paciente com Covid porque mede a saturação de oxigênio e a frequência cardíaca . Isso nos dá um norte de como está a gravidade , como o tratamento está sendo efetivo ou não . Então os 60 oxímetros são um beneficio enorme para todos os pacientes”, sublinhou Tito Lívio.

Codecom

Load More Related Articles
Load More By Ionete Ramos
Load More In Destaques
Comments are closed.