Vereador denuncia festa na madrugada em posto de gasolina com mais de 2 mil pessoas

A 113ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Campina Grande, realizada na manhã desta quinta-feira (25), em formato híbrido, presidida pelo vereador Waldeny Santana (DEM), foi secretariada por Rubens Nascimento, contando com a participação de 14 vereadores.

PEQUENO EXPEDIENTE

O vereador Waldeny Santana (DEM), utilizou a Tribuna da CASA para fazer a prestação de contas do seu mandato. E falou a respeito do programa Famílias Fortes em Campina Grande.

Famílias Fortes é um programa de prevenção ao uso de álcool e outras drogas para famílias com crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. O conteúdo do programa é baseado na premissa de que as crianças se saem melhor em seu desenvolvimento social quando as famílias são capazes de estabelecer limites e regras de convivência e de expressar afeto e dar apoio adequado às crianças

O PFF visa o bem-estar dos membros da família a partir do fortalecimento dos vínculos familiares e do desenvolvimento de habilidades sociais. Tal objetivo se baseia no fato de que uma relação positiva entre os familiares cria condições favoráveis para o bom desenvolvimento dos jovens, e tende a afastá-los de condutas de risco

Os principais resultados do programa são: redução da agressividade e de comportamentos de isolamento social; melhora da interação entre pais e filhos; melhora no rendimento escolar e maior interesse e envolvimento dos pais na rotina escolar dos filhos e redução do abuso de substâncias.

Ele anunciou a parceria do programa Famílias Fortes com a Universidade Federal de Campina Grande, R$ 350 mil para execução do programa na universidade. “É uma conquista que temos que celebrar porque veremos uma política pública voltada para a família e para os vínculos familiares” – frisou.

A universidade irá adquirir computadores, data show, equipamentos móveis e utensílios, alimentação e um trabalho de assistência social que será executado em parceria com a coordenação do programa. Esse programa vai avançar nas políticas de fortalecimento de vínculos familiares.

O vereador Olímpio Oliveira (PSL) fez o registro de duas pessoas que faleceram no dia de ontem, a primeira filha natural de Campina Grande, a Dra. Jovita Maria de Farias Braga (farmacêutica de formação) que residia atualmente em Recife, mas que estudou em Campina Grande, que fez toda a sua formação nesta cidade, e era uma mulher conhecida no mundo inteiro. “Ela era o orgulho da Paraíba”. Manifestou solidariedade a seu esposo, filho e familiares.

A outra era uma criança de Campina Grande, Luan Silva Rodrigues Sampaio. O vereador mencionou seu pai Elias Sampaio, que o conheceu na luta em defesa do meio ambiente e da alimentação saudável, ele que faz parte da sociedade vegetariana brasileira. “Infelizmente perde seu filho tão precocemente. Uma dor que não tem como definir” – frisou.

Rubens Nascimento (DEM) – Se solidarizou com a família e solicitou que a CASA possa também homenagear com um minuto de silêncio.

GRANDE EXPEDIENTE

O vereador Márcio Melo (PSD) mencionou o avanço das vacinações, dizendo que em alguns lugares estão sendo liberados os eventos, mas que em outros estão sendo proibidos. Em relação a isto, o vereador falou sobre um evento que ocorreu em um posto de gasolina, segundo ele com mais de 2.000 mil pessoas, e disse que essa festa aconteceu até 2 horas da manhã ou mais, sem critério ou fiscalização.

Ele disse que o que preocupa é ver várias empresas e casas de eventos sempre com limitações, mas quando se é promovido uma gravação de um clipe, não tem nenhum tipo de critério. “Eu não sou contra gravação, mas para uns tem limitações e para outros não” – disse.

Relembrou ainda uma festa particular na casa de um colega que a fiscalização entrou na residência e encerrou a comemoração que acontecia apenas com a família, enquanto que no dia de ontem, o cidadão gravava o clipe, com todos sem máscaras, e enquanto quem vai pegar no final é quem não tem nada a ver.

O vereador Olímpio reforçou que é importante a preocupação, e disse que viu na Bahia o governador cancelando o carnaval e dizendo que as cidades que por ventura descumpram a medida, ele não enviará o patrulhamento da polícia militar. “Ainda estamos com 400 pessoas morrendo todos os dias, não é tempo ainda” – destacou.

O vereador Pimentel Filho (PSD) também pediu uma parte, e disse que a preocupação é mais do que pertinente. Ainda disse que a Globo está vendendo um produto chamado “Carnaval” e que está tudo sendo maquiado. “De quem vai ser a culpa depois do carnaval? ”– questionou. O vereador ainda disse que se qualquer cidade acontecer o carnaval vai infectar todo o país. E aqui em Campina Grande esperamos que aconteça o diálogo inter-religioso, para esse período.

O vereador Márcio Melo disse que é importante essa medida porque é melhor prevenir do que depois ter problemas, ainda disse que as mortes que estão ocorrendo não estão sendo divulgadas. Também disse que “os shows estão liberados com critério zero no Rio Grande do Norte e em breve acontecerá o Fest Verão. Fica o nosso alerta, a nossa preocupação’’ – registrou.

O vereador Luciano Breno (PP) – Agradeceu a Deus pela vida e pelo privilégio de estar na condição de vereador. Relembrou que na segunda-feira estiveram no Parque Tecnológico de Campina Grande, agradeceu aos vereadores que estiveram presentes e que votaram a favor do título de cidadã campinense para a empresária Luiza Helena Trajano. “Foi um dia memorável, aprendemos um pouco da vida empresarial e da pessoa humana, dos projetos sociais’’ – disse. Também informou que Luíza trará um Laboratório de Tecnologia para Campina Grande e que isso significa resultados para o município.

Também disse que esteve na feira central com o prefeito em exercício Lucas Ribeiro, e registrou a vontade e o desejo do prefeito Bruno de ver a feira central revitalizada. Relembrou a feira de flores que foi recapeada, a organização do trânsito, a implantação do centro de saúde. Também disse que a senadora Daniella Ribeiro e o deputado Aguinaldo Ribeiro destinaram de emendas parlamentares mais de dois milhões para a feira central. Nessa ocasião da visita na feira, eles também estavam presentes, juntamente com Pedro Guimarães, presidente da caixa econômica, e tomaram conhecimento das necessidades do local.

O vereador Alexandre Pereira (PSD) – Iniciou a sua fala com uma pergunta. “Alguém sabe de onde vem a carne que nós compramos nas feiras livres e mercados da nossa cidade? ”. Disse também que depois do fim do matadouro público de Campina Grande não se sabe de onde vem a produção e a procedência da carne. Acrescentou que esse é um assunto que precisa ser discutido.

Ainda relembrou as problemáticas mencionadas por ele em relação à Cagepa, mencionando que uma senhora estava sem água e que ao telefonar para a Cagepa, a mesma disse que não há nenhuma intercorrência no local, desmentindo as pessoas. “Nós precisamos mais uma vez chamar a Cagepa” – frisou. Disse também que quinta-feira irá buscar as informações a respeito das demandas hospitalares na audiência com o Hospital Universitário e o João XXIII, porque a população precisa de respostas.

O vereador Olímpio disse que já realizou uma audiência a respeito da origem das carnes de Campina Grande e que é fato que Campina Grande não tem o total controle dessa procedência. Disse também que é obrigação da gerência da vigilância sanitária fiscalizar, e que irão procurar saber essa resposta.

O vereador Pimentel Filho (PSD) – Ressaltou que foi aprovada no senado a lei 7.458 sobre o piso salarial para os enfermeiros, técnicos e parteiras, sendo essa uma luta que foi comemorada em todos os municípios do Brasil. Disse que essa é uma luta de anos e que é uma homenagem a esses profissionais que estão na linha de frente em combate a pandemia da covid-19. “Eu passei por isso e sei o quanto o enfermeiro é necessário numa recuperação, principalmente em um vírus’’.

Já solicitei a assessoria para fazer um requerimento a bancada federal da Paraíba para que aprove. “Este é um marco no país inteiro’’ – frisou. Falta apenas que a Câmara Federal aprove, e que dê a esses profissionais essa alegria e batalha que é mais do que justa.

O vereador Olímpio disse que já foi aprovado na CASA um requerimento nesse sentido, mas que quanto mais requerimentos houver melhor

A vereadora Carol Gomes (PROS) reforçou que devem buscar na Câmara Federal esse apoio para aprovação, mas que também devem buscar a aplicação da lei. Mencionou a vitória em relação aos profissionais fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais na atenção básica, e que no Ministério da Saúde, quando perguntou para saber como seria esse trâmite, eles não souberem responder como seria o aporte financeiro para os municípios.

A vereadora Carol Gomes informou sobre a realização do workshop promovido pela Comissão de Saúde e Bem-Estar, nesta sexta-feira (26) às 09hs, relativo ao Novembro Azul, deixando o convite para todos os homens que fazem a Casa Legislativa de Campina Grande.

O vereador Waldeny Santana encerrou os trabalhos, convidando os parlamentares para a sessão ordinária da próxima terça-feira (30), a ser realizada em formato híbrido, a partir das 9h30.

Acompanhe tudo que acontece no poder legislativo através do www.camaracg.pb.gov.br ou pelos novos canais no youtube e facebook (camaracg oficial).

DIVICOM/CMCG

Foto: Josinaldo Costa

Load More Related Articles
Load More By Ionete Ramos
Load More In Destaques
Comments are closed.