Campina Grande vai participar de projeto de telemedicina desenvolvido na China

Campina Grande foi escolhida como cidade modelo para participar de um projeto que vai disponibilizar atendimento médico on-line para pessoas com sintomas de Covid-19. A plataforma foi idealizada pelo engenheiro campinense Rafael Dutra, que está morando em Xangai, na China, país que registrou os primeiros casos do novo coronavírus no mundo. O sistema deverá ser implantado nas próximas semanas, sem nenhum custo, para a Prefeitura Municipal. Os resultados servirão para ampliação do projeto para outras cidades.

Pelo sistema, o usuário poderá ser atendido de casa, por um médico da Prefeitura, que avaliará os sintomas apresentados pelo paciente e definir a conduta, podendo encaminhá-lo ao serviço de referência para Covid-19, caso necessário. Além de poder oferecer o atendimento de tele orientação médica para a população, a Secretaria de Saúde poderá intervir com ações preventivas, de forma mais rápida, nos bairros com grande número de registro de chamadas registradas no sistema.

A plataforma foi apresentada por vídeo-conferência, na manhã desta segunda-feira, 4, aos secretários municipais de Saúde (Filipe Reul), de Ciência e Tecnologia (Lucas Ribeiro), de Desenvolvimento Econômico (Rosália Lucas), da Urbema (Raimundo Ásfora Neto), ao coordenador de Comunicação (Marcos Alfredo), e para técnicos da Prefeitura. Também participaram a médica e primeira-dama do município, Micheline Rodrigues, e o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM-PB), Antônio Henriques de França Neto.

Na reunião virtual ficou definido que a Prefeitura de Campina Grande vai criar um cronograma para implantação do sistema, como também disponibilizar programadores da Secretaria de Ciência e Tecnologia para aprimorar a plataforma, conforme as necessidades dos profissionais médicos. A previsão é de que a população comece a acessar o sistema nos próximos dias, após o treinamento dos médicos que participarão do projeto.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Filipe Reul, o sistema ajudará a reduzir a procura dos pacientes com sintomas suspeitos mais leves de Covid-19 nas unidades de saúde, diminuindo os riscos de transmissão da doença. “Passar informações corretas para a população é uma das estratégias mais importantes nesse momento de pandemia. A informação, aliada à orientação médica pela plataforma, vai permitir que a gente salve vidas”, destacou.

Fluxo – Mesmo com o novo sistema para atendimento médico virtual, em Campina Grande os adultos e as gestantes, com sintomas respiratórios graves, devem ser atendidos na UPA do bairro Alto Branco. Crianças e adolescentes devem ser encaminhadas para o Hospital da Criança e do Adolescente. Em caso de dúvidas, o usuário ainda pode consultar a Central de Informações para Covid-19, por telefone (83 3315-5139) ou Whatsapp (83 998141-7964).

Tecnologia – Campina Grande também foi a primeira cidade do Brasil a monitorar pacientes com Covid-19 ou com suspeita da doença pelo GSP pelo aparelho de celular do usuário. O objetivo é acompanhar o cumprimento do isolamento domiciliar em tempo real, enviando alertas às equipes da Secretaria de Saúde quando o paciente sai da sua residência. O sistema está em funcionamento desde o mês passado e foi desenvolvido em parceria com o Tribunal de Contas (TCE-PB) e o Ministério Público da Paraíba (MPPB).

Codecom PMCG

Load More Related Articles
Load More By Ionete Ramos
Load More In Releases
Comments are closed.